O AUTORITARISMO DE KELPS E A PROTEÇÃO A KLAUS


Quem ingressa no Solidariedade sabe que o partido é uma "casa de preferidos". Só tem espaço na legenda aqueles nomes que sejam submissos ao deputado estadual Kelps Lima. Prova disso foi a exclusão dos vereadores Paulinho Freire e Eudiane Macedo.  Os edis foram excluídos do partidos sob a alegação de serem aliados do Prefeito Carlos Eduardo.

Ocorre que o vereador Klaus Araújo, também do Solidariedade, é igualmente aliado da gestão municipal. 

Em entrevista concedida aos jornalistas Eugênio Bezerra, Juliana Celli e Thaisa Galvão o vereador Paulinho Freire se queixou do tratamento diferenciado recebido pela legenda.

No início do ano a empresária Priscilla Müller que até então era pré-candidata a deputada estadual, deixou o Solidariedade atirando forte no deputado Kelps Lima. 

O fato é que o deputado tem inovado na política do Rio Grande do Norte, mas não consegue se desvincular do rótulo  de autoritário e oportunista.

Comentários