CÂMARA MUNICIPAL COM EXCESSO DE FUNCIONÁRIOS


Assim como a Prefeitura Municipal, a Câmara Municipal de Pureza não conhece nem de longe o que é uma crise financeira.

O Prefeito Neto Moura e a Presidente da Câmara Josilma Bezerra estão confundindo as coisas. Pureza tem um olheiro D'Agua, mas os chefes dos poderes acreditam ter um olheiro jorrando dinheiro.

Em um claro sinal de que está com excesso de funcionários, a Presidência da Câmara publicou um ato administrativo estabelecendo uma escala para definir a frequência dos cargos.

Na escala definida no ato administrativo, há funcionários que trabalharão apenas dois dias por semana, de 8:00 às 12:00.

Quem não gostaria de trabalhar 8 dias por mês e receber seus vencimentos integrais ?

Enquanto a presidente Josilma Bezerra se preocupa com aqueles que colocam luz sob seus atos absurdos, deveria economizar o dinheiro público demitindo os cargos excedentes que tem sob sua batuta.

Pureza, que ainda não se recuperou da gestões Maria do Sindicato e Edilma, não tem uma luz no fim do túnel.

Comentários